RPPN Estação Biológica da Mata do Sossego

A Estação Biológica da Mata do sossego é uma RPPN criada principalmente para proteção de uma espécie de macaco, Muriqui-do-norte que atualmente se encontra ameaçada de extinção no Brasil, além disso está numa área de região de Mata Atlântica considerada uma das mais devastadas e ameaçadas do planeta. A caça ilegal, a poluição, o desmatamento são as principais causas que podem levar a extinção dos seres vivos, a extinção das espécies têm consequências diretas na vida do homem, podendo alterar toda a cadeia trófica. Por isso é tão preocupante e necessário proteger e manter todas as formas de vida do planeta.


Carregando mapa...
RPPN Estação Biológica da Mata do Sossego
Esfera Administrativa: Particular
Estado: Minas Gerais
Município: Simonésia -MG.
Categoria: Reserva Particular do Patrimônio Natural
Bioma: Mata Atlântica
Área: 133,74 hectares
Diploma legal de criação: Portaria 20-N - DOU 34 - 18/02/1998 - seção/pg. 1/85.
Coordenação regional / Vinculação: ICMBIO, CR 11

( Lagoa Santa- Minas Gerais)

Contatos: Endereço: Estrada do Sossego, s/n°, Bairro Sossego, Simonésia, MG

Email: comunicacao@biodiversitas.org.br

Telefone: (31) 3653-0794 / (31) 3284-6322

Índice

Localização

A RPPN se localiza na cidade de Simonésia no estado de Minas Gerais. O município se encontra numa região estratégica tendo proximidade com Vitória (ES), Belo Horizonte (MG) e com o Rio de Janeiro (RJ). O município de Simonésia situa-se no leste de Minas Gerais, a 324 km de Belo Horizonte, na macroregião do Rio Doce, microrregião de Manhuaçu, na Zona da Mata Mineira.

Como chegar

Seguindo de Belo Horizonte, o acesso se dá pela BR 381 até João Monlevade, em seguida pela BR 262 indo em direção a Manhuaçu e por fim pela MG 111 até Simonésia.

Ingressos

Não há cobranças de ingressos mas o acesso das pessoas é controlado, sendo a entrada restrita para animais domésticos.

Onde ficar

O município de Simonésia apresenta uma tímida infra-estrutura de apoio à RPPN Mata do Sossego. A cidade conta com dois hotéis e três restaurantes, um supermercado, além de diversas lanchonetes. Manhuaçu conta com uma rede hoteleira que inclui oito hotéis.


Em geral, os meios de hospedagem nas duas cidades são pequenos empreendimentos cuja administração é familiar.

Hotel no centro da cidade: ABREUS CENTER HOTEL

Hotel e restaurante:Toca da Raposa - Centro - Simonésia, Minas Gerais - telefone: +55 (33) 33361463

Farmácia: Simofarma - Contato: +55 (33) 33361501

Hospital: Municipal de Simonésia Endereço - Rua Francisco Lúcio Assis, s/n Bom Sucesso Tel: (33) 3336-1337

Objetivos específicos da unidade

O objetivo principal da criação RPPN Mata do Sossego foi para a preservação de uma espécie de macaco, conhecida como Muriqui-do-norte. Estes macacos são considerados espécies endêmicas do Brasil, sendo eles atualmente encontrados na lista de espécies ameaçadas de extinção. Outros objetivos também fazem parte dessa unidade, como preservação das nascentes dos rios da região, o apoio aos estudos científicos, ás visitações com fins educativos, a conservação da fauna e flora em geral.

Histórico

A criação da Reserva se deu pela portaria do Ibama Ibama n°20 (16/02/1998-N) e foi orientada para a preservação do Muriqui-do-norte (Brachyteles hypoxanthus'), o maior primata das Américas, que tem sua população estimada entre 700 e 1000 indivíduos vivendo nos remanescentes da floresta atlântica dos Estados de Minas Gerais e do Espírito Santo. Brachyteles hypoxanthus, espécie endêmica da Mata Atlântica brasileira, possui hábitos diurnos, alimentando-se principalmente de folhas, frutos e flores. Os muriquis utilizam vários tipos de habitats florestais, principalmente matas primárias, também podendo utilizar matas secundárias. O seu endemismo se deu devido a fragmentação de hábitat, colocando a espécie á risco de extinção. A fundação Biodiversistas é quem faz a gestão da RPPN e quem a representa.

Atrações

As principais atrações são as caminhadas nas trilhas, sendo que a RPPN Mata do Sossego conta atualmente com cinco trilhas disponibilizadas para visitação, sendo elas: Trilha das Hortências, Trilha do Mirante, Trilha do Meio, Trilha das Embaúbas, e Trilha da Sambambaia.

As trilhas são usadas para diferentes fins, algumas para atividades de interpretação ambiental, outras á pesquisas e algumas para fiscalizações. A unidade também proporciona recreação, educação ambiental e está sempre aberta para pesquisas científicas.

Aspectos naturais

A região da RPPN é típica de Mata Atlântica, que se caracteriza por formações de florestas dos tipos ombrófilas densas, ombrófilas mistas, estacional semidecidual, estacional decidual e ombrófila abertas. Além disso, há ecossistemas associados como restingas, manguezais.

É uma região com bastante rios e disponibilidade de água.

Seu clima predominante é o tropical úmido. Apresenta temperaturas médias elevadas durante o ano todo e possui média de umidade também elevada.

As precipitações pluviométricas são regulares e bem distribuídas nesse bioma. Quanto ao relevo é caracterizado por planaltos e serras.

Relevo e clima

Relevo: É uma região de relevo montanhoso, com solos rochosos onde predominam as rochas metamórficas, além de apresentar sedimentos inconsolidados devido ao acúmulo de água.

Clima: A área de estudo está inserida no tipo climático tropical de altitude com chuvas de verão e verões frescos, segundo a classificação de Köppen. Apresenta dois períodos distintos: 1- O período mais chuvoso, que se estende de outubro a março, com maiores índices no mês de dezembro; 2- E o período seco que se estende de abril a setembro, com estiagem mais crítica de junho a agosto.

Fauna e flora

O muriqui (Brachyteles hypoxanthus) foi o principal fator para a criação desta unidade. Sendo um primata da região da Mata Atlântica, esse animal encontra-se ameaçado pela atividade da caça e principalmente pela degradação de seu habitat. O muriqui é o maior mamífero endêmico brasileiro, e o maior primata, podendo chegar aos 15 kilos. A Mata do Sossego possui um corredor que interliga fragmentos de vegetação, algo que a longo prazo é capaz de ajudar a perpetuação da espécie. È formada por uma flora bem diversificada, assim como uma ampla variedade de avifauna.

Sua flora possui valor econômico como por exemplo: Palmito, canela, samambaiaçu, embira, guabiroba.

Levantamentos da mastofauna mostrou que a diversidade de animais na RPPN compreende, por exemplo: cutia, puma, onça pintada, herbívoros e frugívoros de maior porte como por exemplo porco do mato e anta, sagui, tatu, lontra, veado, sauá, entre outros.

Problemas e ameaças

As principais problemáticas enfrentadas são:

caça, incêndios, captura e coleta ilegais de exemplares da fauna e flora silvestres, além de invasão de animais domésticos.

Fontes

[Fundação Biodiversistas] (2014). Plano de Manejo: Estação Biológica Mata do Sossego , [143 páginas]. Disponível em: http://www.icmbio.gov.br/portal/images/stories/docs-planos-de-manejo/rppn_mata_sossego_pm.pdf. Acessado em: [26 de Junho de 2016].