Reserva Particular do Patrimônio Natural Papagaios-de-Altitude




Reserva Particular do Patrimônio Natural Papagaios-de-Altitude
Esfera Administrativa: Particular
Estado: Santa Catarina
Município: Urupema
Categoria: Reserva Particular do Patrimônio Natural
Bioma: Mata Atlântica
Área: 36,06
Diploma legal de criação: Portaria Nº 148, de 21 de Fevereiro de 2018
Coordenação regional / Vinculação: Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade
Contatos: A RPPN Papagaios-de-Altitude é administrada pela Associação dos Amigos do Meio Ambiente - AMA

Índice

Localização

A reserva particular do patrimônio natural (RPPN) fica localizada no município de Urupema. Seus 36,06 hectares de extensão ocupam a área de uma antiga fazenda de criação de gado.

Como chegar

Ingressos

Onde ficar

Objetivos específicos da unidade

Os objetivos iniciais da RPPN são aproximar a comunidade local e produtores rurais, além de estimular a conservação da natureza pela população por meio de visitas e trilhas interpretativas.

Histórico

Esta área protegida é fruto de uma parceria entre os pesquisadores da Associação Amigos do Meio Ambiente (AMA) e a Fundação Grupo Boticário de Proteção à Natureza que, desde 1993, atuam na conservação do papagaio-charão (Amazona pretrei) e do papagaio-do-peito-roxo (Amazona vinacea) por meio de iniciativas realizadas no Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná e, mais recentemente, no Sudeste do País.

Atrações

Trilhas interpretativas vem sendo planejadas para as atividades educativas e de ecoturismo dentro da RPPN, explorando seus diferentes ecossistemas, na busca da reconexão do público com a natureza.

Aspectos naturais

Relevo e clima

Fauna e flora

Fauna

A Floresta com Araucárias protegida na RPPN é uma reserva estratégica de pinhões para a fauna silvestre, em especial do papagaio-charão e papagaio-de-peito-roxo que ali buscam seus recursos alimentares quando a safra de pinhões pela região começa a diminuir. A fauna silvestre também está representada pelo leão-baio, pelos coatis, pelo veado-guazoubira, pelos bugios, pela irara, pelo tamanduá-mirim, pelo gato-maracajá, a jaguatirica, entre outros.

Flora

A RPPN Papagaios-de-Altitude protege ambientes de Floresta com Araucárias (Floresta Ombrófila Mista Altomontana) localizadas a uma altitude entre 1300m e 1455m, e que se encontram em processo de regeneração após um período de cerca de 70 anos de atividades de pastoreio, principal atividade antes de ser transformada em área natural protegida, em fevereiro de 2018. Nas partes mais úmidas das encostas há uma considerável mancha remanescente de um antigo Xaxinzal, com exemplares de Dicksonia sellowiana coim mais de cemm anos anos de idade.Cerca de 10 ha de campos de altitude foram deixados fora da área da reserva, e buscam auxiliá-la com o efeito proporcionado por seu amortecimento, por ser uma zona tampão, onde o manejo será aplicado com objetivos de manter a vegetação típica dos campos.

Problemas e ameaças

Armadilhas fotográficas foram instaladas em toda a área da RPPN buscando avaliar impactos causados pela fauna exótica, por pessoas que entram sem autorização dentro da reserva.

Fontes

http://rppncatarinense.org.br/?rppns=rppn-papagaios-de-altitude

https://www.wikiparques.org/reserva-particular-do-patrimonio-natural-papagaios-de-altitude-sera-inaugurada-neste-sabado/

http://sistemas.icmbio.gov.br/site_media/portarias/2018/02/26/rppn_papagaios.pdf