Área de Proteção Ambiental Serra da Mantiqueira




Área de Proteção Ambiental Serra da Mantiqueira
Esfera Administrativa: Federal
Estado: Minas Gerais
Município: Aiuruoca (MG), Alagoa (MG), Bocaina de Minas (MG), Baependi (MG), Delfim Moreira (MG), Itamonte (MG), Itanhandu (MG), Liberdade (MG), Marmelópolis (MG), Passa Quatro (MG), Passa Vinte (MG), Piranguçu (MG), Pouso Alto (MG), Virgínia (MG), Wenceslau Braz (MG), Itatiaia (RJ), Resende (RJ), Campos do Jordão (SP), Cruzeiro (SP), Guaratinguetá (SP), Lorena (SP), Lavrinhas (SP), Pindamonhangaba (SP), Piquete (SP), Queluz (SP), Santo Antônio do Pinhal (SP), São Bento do Sapucaí (SP)
Categoria: Área de Proteção Ambiental
Bioma: Mata Atlântica
Área: 411.184 hectares
Diploma legal de criação: Decreto Federal n° 91.304, de 06 de junho de 1985.
Coordenação regional / Vinculação: ICMBio
Contatos: Endereço: Rodovia BR 354 km 48 - Horto Florestal - Itamonte/MG

CEP: 37.466-000

E-mail: apaserradamantiqueira@yahoo.com

Telefone: (35) 3363-1090 // (35) 3363-3597

Índice

Localização

Como chegar

Ingressos

Onde ficar

Objetivos específicos da unidade

Garantir a conservação do conjunto paisagístico e da cultura regional da Serra da Mantiqueira. Além de proteger e preservar a flora endêmica e andina; os remanescentes dos bosques de araucária; a continuidade da cobertura vegetal do espigão central e das manchas de vegetação primitiva; a vida selvagem , principalmente as espécies ameaçadas de extinção.

Histórico

Atrações

O principal atrativo da Área de Proteção Ambiental Serra da Mantiqueira é a Serra Fina, palco comum de travessias entre montanhistas e que leva a fama de ser uma das trilhas mais difíceis - e lindas - do país.

Dentro do território da APA Serra da Mantiqueira também está localizado o Parque Nacional do Itatiaia, repleto de atrativos abertos à visitação e com turismo ordenado.

Aspectos naturais

Relevo e clima

Relevo

O relevo pertence ao compartimento das faixas de dobramentos e coberturas metassedimentares associadas e ao conjunto dos planaltos e serras do Leste-Sudeste, que apresenta nas áreas interioranas serras acidentadas com picos que atingem mais de 2000 metros de altitude. Destaca-se nesse contexto a Serra da Mantiqueira, sobressaindo-se os seguintes picos: Pedra da Mina: 2.897 m, entre Passa Quatro e Queluz. Pico Três Estados: 2.665 m, entre Passa Quatro e Queluz Pico dos Marins: 2.420 m, entre Marmelópolis e Cruzeiro.


Hidrologia

A região da Unidade pertence a bacia do rio Paraíba do Sul. Ressalta-se que a serra da Mantiqueira possui extensa escarpa voltada para o vale do Paraíba, cujos desníveis excedem a 2000 m. Ela foi soerguida à altitude atual por movimentos epirogenéticos que deram origem a um sistema de falhas na direção ENE-WSW. Assim sendo, os rios da bacia adaptaram-se à direção geral daquelas falhas.

Fauna e flora

A vegetação nativa predominante é de remanescentes de ecossistemas do bioma Mata Atlântica. Nas regiões abaixo de 1100 m, predomina a Floresta Ombrófila Densa Montana. Entre 1.100 a 2.000 m encontram-se a Floresta Ombrófila Densa Altomontana e florestas mistas, com a presença de araucária (Araucária angustifolia). Na transição para as regiões mais altas aparecem os bosques de candeias (Eremanthus spp). Acima de 1800 m, encontram-se os campos de altitude (campos limpos e campos rupestres).

Problemas e ameaças

Fontes

http://sistemas.mma.gov.br/cnuc/index.php?ido=relatorioparametrizado.exibeRelatorio&relatorioPadrao=true&idUc=11