Área de Proteção Ambiental das Águas Vertentes

Fique por dentro das novidades da Área de Proteção Ambiental das Águas Vertentes no Blog do WikiParques



Área de Proteção Ambiental das Águas Vertentes
Esfera Administrativa: Estadual
Estado: Minas Gerais
Município: Couto de Magalhães de Minas (MG), Diamantina (MG), Felício dos Santos (MG), Rio Vermelho (MG), Santo Antônio do Itambé (MG), Serra Azul de Minas (MG), Serro (MG)
Categoria: Área de Proteção Ambiental
Bioma: Cerrado
Área: 76.310 hectares
Diploma legal de criação: Decreto de criação nº 39.399 de 21 de janeiro de 1998
Coordenação regional / Vinculação: Instituto Estadual de Florestas de Minas Gerais
Contatos:

Gestor: Gabriel Carvalho de Ávila
Endereço: Rua do Campo,nº 125 - Distrito Milho Verde
CEP: 39155000
Bairro: Milho Verde
UF: MG
Cidade: Serro
Site: http://www.ief.mg.gov.br/areas-protegidas
Telefone: (38) 35414131, (38) 35414101
E-mail: aristonio.correia@meioambiente.mg.gov.br, renan.silva@meioambiente.mg.gov.br

Índice

Localização

[[Location::Endereço:Rua do Rosário, 112, Centro – Serro/MG - CEP: 39.155-000

Telefone: (38) 3541-4131

Email: leonardo.costa@meioambiente.mg.gov.br, paulo.brandao@meioambiente.mg.gov.br, apa.vertentes@meioambiente.mg.gov.br]]

Como chegar

Saindo de Belo Horizonte, seguir pela BR 040 sentido norte e depois do município de Paraopeba, pegar a BR 135 até a cidade de Curvelo. A partir de Curvelo, seguir pela BR 259 até o município do Serro.

Distância de Belo Horizonte: 348 km (aproximadamente)

Ingressos

Por tratar-se de uma unidade de conservação da categoria “Uso Sustentável” não há normas e restrições para a visitação pública.

Horário de funcionamento: 8:00 às 18:00 horas

Onde ficar

A unidade não possui infraestrutura própria para receber visitantes.

Objetivos específicos da unidade

Além de garantir a conservação do conjunto paisagístico e da cultura regionais, tem por objetivos específicos: I - proteger os solos, a fauna e a flora, e promover a recuperação das áreas degradadas; II - proteger e recuperar a qualidade das águas superficiais e subterrâneas; III - promover e estimular programas de educação ambiental; IV - promover atividades econômicas compatíveis com a qualidade ambiental desejável para a região; V - promover, desenvolver e ordenar o ecoturismo regional.

Histórico

A APA Águas Vertentes foi criada a partir do Decreto de criação nº 39.399 de 21 de janeiro de 1998. Com uma área de 76.310 hectares, o perímetro da APA foi definido levando-se em consideração um entorno de cerca de 10 quilômetros do Parque Estadual do Pico do Itambé, distribuídos em sete municípios: Couto de Magalhães de Minas, Diamantina, Felício dos Santos, Rio Vermelho, Santo Antônio do Itambé, Serra Azul de Minas e Serro.

A cada dia, a área vem se estruturando, formando sua identidade e adquirindo a participação das comunidades inseridas na Unidade.

Atrações

Os principais pontos turísticos da área são as comunidades de Milho Verde e São Gonçalo do Rio das Pedras com suas cachoeiras e manifestações culturais que são bem evidenciadas. Na região do Aldoeiro e Cardoso encontra-se um belíssimo afluente do Rio Jequitinhonha, Rio Soberbo, com águas cristalinas e lindas cachoeiras. Na região do Covão encontramos duas cachoeiras e a maravilhosa Chapada do Couto. Na região da Bica d´Água encontramos a imponente Serra da Bicha, por onde descem belos rios com lindas cachoeiras. Em todos esses locais, pessoas simples esperam visitantes que respeitem seus costumes e tradições.

Aspectos naturais

A APA das Águas Vertentes, unidade está localizada no Alto Jequitinhonha, inserida nos biomas de Cerrado e Mata Atlântica, possuindo belezas únicas. A fauna é rica e são encontrados no local importantes espécies como onças, tatus, veado e jacarés.

A região é um vertedouro natural de água para os rios Jequitinhonha e Doce, encontrando-se lá as nascentes de importantes afluentes como os rios Araçuaí, Vermelho (Suaçuí), Guanhães, Capivari, Preto do Itambé e do Peixe, entre outros.

Relevo e clima

Fauna e flora

Problemas e ameaças

Fontes

Página no IEF
Página do CNUC